sábado, 29 de dezembro de 2007

Clics




Fotaça dos Beatles que encontrei no blog Pure Rock, dica quentíssima do meu chapa de Coletivo Operante, Luiz Maia.

O blog publica somente fotos de músicos, no palco e no cotidiano. Vale a pena.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Coisa linda




Por conta da festa Venenosa que faço toda quarta no Deluxe, voltei a frequentar a Kibelândia para jantar, o que não fazia há anos.

O tradicional bar florianopolitando serve um sanduíche espetacular, o cheese-salada italiano que é pão de hamburguer, alface e tomate, e um hamburguer enorme feito de patinho moído puro com umas 5 fatias de provolone. Acompanhado da maionese caseira é imbatível.

Claro. Não vou nem comentar sobre o kibe frito na hora.

Superbad



Há quase 1 ano, quando timidamente estreei no mundo blogueiro aqui neste sítio, o Soulbrother Number One foi assunto do primeiro post. Infelizmente as nóticias não eram boas. Anteontem, dia de Natal 25 de dezembro, fez um ano da morte do Mr. Dynamite, o rei do funk James Brown.

Organizei uma coletânea para meus queridos 15 leitores com várias pérolas, clássicos e algumas raridades.

É só clicar aqui.

Na foto de Penna Prearo, James se apresenta no Brasil em 1978.

Em casa




Baby Consuelo e os Novos Baianos com "A Menina Dança".

O futuro da blogosfera

O amigo Alexandre Gonçalves hoje "puxou a brasa para a sardinha blogueira" lá no Coluna Extra e eu por aqui andava pensando esta semana que é inegável o crescimento dos blogs e da internet como fonte de informação. E sobre a relevância deste fato.

Mas será que o crescimento dos blogs vai ser a causa de sua morte também como afirmou o jornalista Marcelo Träsel no Martelada?:
"Os blogs terminaram. Acabaram. Foram comer capim pela raiz. São um ex-formato de mídia alternativa na Web. E o motivo principal dessa desaparição é justamente o sucesso que o formato blog obteve, tornando-se onipresente".


Ele mostra argumentos bem convincentes neste texto.

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

O Retorno



O que será, que será? Que andam suspirando pelas alcovas? O certo é que o Clube da Luta Floripa retorna em janeiro de 2008 com tudo. Com sede própria, na Célula Cultural Mané Paulo, no bairro Joaõ Paulo, mais conhecido como Saco Grande e com a participação de 6 bandas no Planeta Atlântida.

2008 desponta com a promessa de ser o melhor ano da história da música pop feita em Floripa e SC.

Dazimba

Dia desses fiz a bela descoberta dos blogs do artista plástico Eduardo Lunardelli, de Imbituba ( aí pessoal do +D1!), que me levou a conhecer também seu trabalho artístico. Olha só que coisa linda esse quadro onde ele retrata a Lagoa de Ibiraquera:




Um dos blogs do Eduardo, o Chapa, é uma prévia de um projeto de livro de fotos sobre os chapas, assim bem definidos pelo artista:

" Você já deve ter visto nas margens das estradas e rodovias brasileiras, umas pessoas "acampadas" , próximo da entrada das cidades. Geralmente, se identificam, como CHAPA.
São os GUIAS para motoristas, no perímetro urbano, e ajudam nas cargas e descargas do material transportado".






Eduardo está fotografando os chapas e se envolvendo em diversas situações engraçadas e algumas mais sinistras. Olha um perfil de um chapa camarada, o Márcio Jeferson Caetano, 42 anos e chapa há 3 anos. Esse é chapa!

Ê, ê, ê fumacê. Ah, ah, ah fumaça




Eu acho a Esquadrilha da Fumaça uma das coisas mais legais que tem no Brasil.

Via blog Boa Leitura de Luiz Santilli Jr., trago estas fotos de Ricardo Beccari, fotógrafo oficial da Esquadrilha da Fumaça. Confere lá outras fotos baita.

sábado, 22 de dezembro de 2007

Quieramashhhhhhhhhh



Ói o Frank mandando brasa aí de novo.

Um pouco de sacanagem neste fim de ano




O atualmente famoso desenhista de histórias em quadrinhos eróticas que fizeram descalavrar a cabeça de diversas gerações, Carlos Zéfiro, ganhou página-tributo com diversos "catecismos" na íntegra e outras cositas.

Descobri o link no excelente blog do diretor de TV, escritor e jornalista Ricardo Soares.

Loja de Conveniências


Hoje vi um outdoor de Natal do vereador Gean Loureiro. Uma leve náusea me atacou e não consegui fotografar. Daí fui pesquisar no Google e a primeira foto que apareceu quando digitei o nome do parlamentar é de um post do César Valente escrito em 30 de dezembro de 2006. Lá ele diz tudo, e bem melhor, aquilo que eu ia dizer.Reproduzo aqui:






Este vereador de Florianópolis, Gean Loureiro (PSDB), é um cartazista militante. Qualquer que seja o pretexto, ele espalha sua faccia pela cidade. Decerto deve ter bons amigos no Tribunal Regional Eleitoral, porque essas coisas são a mais deslavada propaganda fora de época, um verdadeiro deboche, mas ele nem tchuns e eles nem tchans. E, como o papel aceita tudo e as palavras vão aos poucos perdendo sua força e significado, ali está a “ética”. No lugar poderia estar “balinha de côco” ou mesmo “algodão doce”. O efeito seria o mesmo.



Só digo mais o seguinte: O jovem edil nunca bota a legenda à qual pertence em seus panfletos eleitorais pois o cara é um camaleão dos graúdo. Se lançou pelo PDT como o candidato da "juventude" percorrendo as universidades, colégios, festas e outras aglomerações de jovens. Tentou uma, tentou outra, entrou, foi para o PP, PMDB, PSDB e sei lá mais quantos partidos.

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Punk is not dead

O cineasta Julian Temple que viveu no olho do furacão punk no final dos anos 70 na Inglaterra, lançou um documentário sobre o líder do The Clash. O filme chama-se Joe Strummer: The Future is Unwritten e tem um site bem legal. Dá um confere aqui.

Neste vídeo Joe Strummer & The Mescaleros apresentam Get Down Moses em uma das últimas apresentações do músico, que morreu de um ataque cardíaco aos 50 em 2002.

Sincronicidade

Acabei de ler no Incrível Exército Blogoleone um texto da coluna de Carlos Brickmann no Observatório da Imprensa. Reproduzo aqui também.


O leite era mesmo leite. Quem paga o prejuízo?

Por Carlos Brickmann em 11/12/2007

Lembra do leite longa-vida com soda cáustica? Pois bem: o laudo do Instituto Nacional de Criminalística mostra que o leite não tinha soda cáustica. Lembra do leite longa-vida com água oxigenada? Pois bem: o laudo do Instituto Nacional de Criminalística mostra que o leite não tinha água oxigenada. A notícia foi publicada pela imprensa com muita, muita discrição. E muita gente nem percebeu.

O leite não era dos melhores, claro. Quem quer leite bom de verdade compra leite fresco. Talvez possa usar leite em pó de boa marca, dissolvido em água devidamente tratada e filtrada. Leite que vive fora da geladeira sempre tem conservantes. Mas não era nada que fizesse mal à saúde.

Mas, se o leite longa-vida era exatamente o que prometia, ser um leite longa-vida, qual o motivo do escândalo? Talvez a explicação esteja numa curiosa coincidência de datas. Uma das empresas mais atingidas pelo escândalo foi a Parmalat, hoje pertencente a um fundo de investimentos, o LAEP. E o noticiário explodiu bem quando a LAEP preparava a oferta pública de ações (IPO) da Parmalat, na Bolsa de Valores de São Paulo. O pessoal da empresa estava em road-show no exterior, preparando o lançamento, e teve de voltar rapidamente ao Brasil, para enfrentar o terremoto.

Vale matéria, caros colegas. Este colunista aprendeu desde cedo a desconfiar de coincidências. E ainda se lembra com clareza da época em que a água Lindóia foi massacrada pela imprensa, por conter uma bactéria nociva. Depois que uma empresa concorrente lançou sua água em copos descartáveis, a bactéria nociva desapareceu da imprensa. Teria sido coincidência, também?


O cara


Muito legal mesmo o especial "Por Toda Minha Vida" dedicado ao Tim Maia que a rede Globo exibiu na última sexta.

Com o toque de Nelson Motta e fantásticas imagens de arquivo a produção foi caprichada. Pena que o síndico teve que morrer para ter este espaço.

Calma que não era tua hora

Fazendo uma busca no Google para elaborar um release cheguei no arquivo do blog do comparsa de +D1 Dauro Veras. E li um post muito legal onde o Dauro convocou a moçada para contar histórias pitorescas. Segundo ele " inspirado num fórum de discussão do Orkut que tem histórias curiosíssimas, lancei a brincadeira numa lista de amigos. A pessoa conta algum fato constrangedor, proibido, engraçado, ridículo ou inusitado que já fez. Os outros contam fatos semelhantes ou acrescentam outras histórias. Não vale criticar, não vale anonimato, só vale contar histórias verdadeiras".

Reproduzo aqui o post de 2004 com a história do amigo Yan Boechat. Eu estava lá e fui um dos que o ajudou, depois de conter as risadas inevitáveis.

Eu já...

Esta história inusitada é do amigo Yan Boechat, que esteve na Ásia Central em 2003. Mas não tem nada a ver com essa viagem. Aconteceu em 1992 num cemitério em Floripa diante de dezenas de testemunhas, dando um toque de humor a um momento muito triste (nosso amigo jornalista Pedrão Saraiva morreu aos 23 anos, de infarto durante uma pelada de futebol com a galera).

...cai numa cova (fechada) no momento em que um caixao baixava à sua morada final em um enterro. O acontecido se deu no enterro do saudoso Pedrao, no cemiterio do Itacorubi. La estava eu, proximo ao amontoado de gente que ouvia as palavras do padre na despedida final do nosso amigo, observando a movimentaçao. O enterro estava cheio. Alem de bom camarada, jornalista de prima e goleiro carniceiro nas horas vagas, Pedrao morreu muito jovem, causando comoçao na jornalistada, nos estudantes, amigos e parentes. Bem, eu estava postado em um feixe de grama que separava as sepulturas. Ao meu lado havia uma bem simples, coberta por uma laje de cimento fino - o que so fui descobrir depois. Por ali passou um monte de gente que não encontrava mais caminho nos tais feixes de grama. Passou criança, passou velho, passou gatinha e passou mulher gorda. Todos sem, aparentemente, abalar a estrutura do teto do endereço eterno de algum manezinho. De longe vi o Paulo Brito acenar. Perguntei o que era e ele, com a sutileza que lhe e peculiar, me intimou em gestos para que me aproximasse. La fui eu, pelo caminho ja popular naquela região do enterro. O primeiro passo foi normal. No segundo senti uma vibração estranha. O terceiro foi incompleto. Desabei. Fiquei so com o pescoço de fora, sem entender o que estava acontecendo. Entre gargalhadas suprimidas pelo momento solene, alguns bons samaritanos me puxaram de la. Calça rasgada, perna arranhada e centro das atençoes, so tive uma reação. Soltei uma piadinha de pessimo gosto: "Po, Pedrao nem chegou la e ja ta querendo me levar junto." Em poucos segundos percebi que nem o Costinha conseguiria sair daquela com tiradinhas - de bom ou mau gosto. Meio zonzo, deitei o cabelo e segui o rumo de casa sem dar meu adeus ao Pedrao. Tenho certeza que ele entendeu.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Agora é que são elas



Mais uma excelente do bróda Frank Maia.

Sobre a derrota do governo na prorrogação da CPMF li coisas bem interessantes aqui e aqui.

Ativismo natalino





Este são alguns dos cartões postais de fim de ano criados pelo Coletivo Desterro Terrorismo Poético.

Segundo fontes ligadas ao Lama Tosh, "os Ministros do Supremo, e toda a Magistratura catarinense, receberão um postal com a imagem da ju$tiça de botas de cano alto e grana na cinta liga...

Os deputados federais receberão uma sugestiva bandeira do Brasil onde se ve o "olhoquenadave" com um texto pedindo para que não colaborem mais para tornar o pais no cúdomundo".


Os cartões estão à venda na Varal Camisetas.

domingo, 16 de dezembro de 2007

Ike Turner 1931-2007





Morreu nesta quarta, 12 de dezembro , aos 76 anos, o compositor, pianista e guitarrista Ike Turner.

Ao gravar pelas mãos de Sam Phillips o compacto "Rocket 88" em 1951 aos 19 anos, quando já liderava sua própria banda os The Kings of Rhythm, foi considerado um dos pioneiros do rock'n'roll.

O jovem bandleader Ike Turner foi apresentado à Sam do Sun Studio por ninguém menos do que B.B. King. Little Richard se referia a ele como " O Cara".

Em 1959 conheceu a jovem Ann Mae Bullock, mudou o nome dela para Tina Turner e transformou-a em cantora, dançarina, sua parceira de banda e mulher.

Tiveram um relacionamento turbulento que terminou em 1976 e apesar da lamentável história que ficou do casal, fato é que apresentavam um espetáculo tão sensacional que foram convidados a abrir uma turnê dos Rolling Stones. Na ocasião um ainda tímido Jagger aprendeu a dar um show com Ike, Tina e as Ikettes.

Ganharam Grammys, milhões de dólares e Ike cheirou tudo. Mas seu maior vício era mesmo a música. Ele a banda passavam dias trancados no estúdio/mansão do músico lapidando os souls, funks, blues e rocks que estremeciam os palcos e vendiam compactos aos montes.

Um dos tecladistas do Ike & Tina Turner Revue, o músico Steve Leigh criou uma seção no seu fantástico site para homenagear Ike. Steve conta a sua versão da história num papo reto e bem legal. Como ele diz: " eu não ouvi, eu estava lá".

Em uma das últimas entrevistas dadas à Associated Press, Ike desabafou: " Eu sei quem eu sou dentro do meu coração. E apesar de tudo que eu fiz, de bom e de ruim, sei que isso tudo foi que me fez ser quem eu sou hoje."

Na mesma entrevista ele declarou também: " Você pode perguntar para Snoop Dog ou Eminem, você pode perguntar para os Rolling Stones ou Clapton, ou você pode peguntar para qualquer um — qualquer um. Todos sabem da minha contribuição para a música".


Antes de falecer, ele que já fazia parte do Hall da Fama do Rock and Roll, obteve em 2007 mais um reconhecimento ao seu talento e influência: um Grammy com o disco Risin' With the Blues.

Descanse em paz.

Ouça aqui um dos melhores singles da dupla Ike & Tina: It's Gonna Work Out Fine .

Salve








Na reforma do DC quem também ganhou um blog é o chapa Andrey Freitas. Tá muito legal o espaço intitulado Banda Desenhada.

Além de ter muito a desenhar o bróda também tem muito a dizer com seus "palpites".

Amigos




Robertão dá uma canja com o Nereu do Mocotó.

Dance to the Music




Um ensaio da banda de Sly Stone

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Ladies and gentleman!



É hoje. Mais uma edição da Venenosa, a festa que toda quarta ferve o Deluxe Studio. Bora lá. Começa cedo, às 21 h.

O aconchegante inferninho, bem ventilado mas inferninho, fica na Rua Gal. Bittencourt, 28 no Cemtro. Quase esquina com a Victor Meirelles. Se liga no mapa.


Exibir mapa ampliado

Memória catarinense

Dois momentos do mesmo local. Hoje o Horto Botânico da UFSC




Na década de 30, uma fazenda no bairro Trindade.




Post inspirado no Carlos Damião e seus foto-testes. Através deles descobri o interessante site do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina.

Jingobéu



O traço inconfundível de Ziraldo.

Alvíssaras

Dentro de algumas horas quem também entra na blogosfera é o bróda Marcos Espíndola, piloto da Contracapa do DC.

Diálogo

Sensacional. Acabo de ler lá no blog do Dauro, companheiro de +D1, que o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, tem um blog.

Pelos muros da cidade



Esta fica no Córrego Grande. Primeiro veio o Viva Che!. Daí alguém colocou um r e Viva Cher. Por último incluíram mais algumas letras e assim ficou.

Alea jacta est




"Como é que faz pra lavar a roupa?
Vai na fonte, vai na fonte
Como é que faz pra raiar o dia?
No horizonte, no horizonte
Este lugar é uma maravilha
Mas como é que faz pra sair da ilha?
Pela ponte, pela ponte

A ponte não é de concreto, não é de ferro
Não é de cimento
A ponte é até onde vai o meu pensamento
A ponte não é para ir nem pra voltar
A ponte é somente pra atravessar
Caminhar sobre as águas desse momento

A ponte nem tem que sair do lugar
Aponte pra onde quiser
A ponte é o abraço do braço do mar
Com a mão da maré
A ponte não é para ir nem pra voltar
A ponte é somente pra atravessar
Caminhar sobre as águas desse momento..."


Lenine


Um post dedicado aos corajosos lutadores e pioneiros.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Coisa Linda!







Venenosa está rolando todas as quartas no Deluxe no Centro de Florianópolis. Eu e o Erlon rolamos som das 22 h até às 3, 4 h dependendo da vibe. E tem rolado bonito. A galera tá pegando o espírito do negócio que é dançar com música nova, música velha mas sempre boa música. Grooves, mash ups, rock, funk, soul e algumas excentricidades pra divertir e chacoalhar a pista com intervenções deste que vos escreve ao microfone e o Erlon nos efeitos.

Nesta última edição, dia 5, brasileiros, alemães, espanhóis e argentinos se esbaldaram. Só pra ter uma breve idéia vai um trecho filmado no momento em que rolou Poison Ivy com The Coasters. Venenosa ê-ê-ê-ê!

Danae




Um ensaio fotográfico de Moises González, inspirado nas obras de Gustav Klimt. Via Sexblo.gs

"É por isso que eu gosto de Raul Seixas!"





O ator José Dumont é fodaço! Aqui numa das melhores cenas de Árido Movie de Lírio Ferreira.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

"Vamos passear no Jardim Botânico..."



E nesta sexta, 7 de dezembro, a irreverente e descolada festa Rocket aporta novamente no Clube da Sinuca. O projeto de Tiago Franco é um sucesso por onde passa e traz desta vez a banda Planondas, de Porto Alegre, para animar a pista, além dos djs Punktun, Manu e Carlão.

O Planondas fez uma pontinha no último filme de Beto Brant, Cão Sem Dono, totalmente rodado na capital gaúcha, que rendeu também uma participação na trilha sonora.

O grupo formado por Mariana Kircher (guitarra e voz) Eduardo Normann (baixo e voz) Letícia Rodrigues (bateria e backing vocal) faz um rock sujo e depravado que é a cara da Rocket. Festinha de arromba!

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

That's the blues




Via Brooklyn Vegan fiquei sabendo que Levon Helm, da The Band, lançou um disco depois de perder a voz, num cancêr de garganta, e seu estúdio, num incêndio. Imediatamente coloquei o fone e mergulhei nessa viagem ao rock-roots-country-blues.

Apesar de terem dito que ele perderia a voz para sempre, Levon está mandando bem e contou com a produção do multiinstrumentista Larry Campbell, ex- Bob Dylan, e da filha do músico, Amy Helm, que tambám canta backing vocals. Tudo em casa.

Dirt Farmer, o fazendeiro sujo, é o nome do disco.

Bordão

Então, numa matéria do Jornal da Globo de hoje é mostrada a situação deprimente do sistema carcerário de Santa Catarina. Nos últimos segundos uma declaração final de um burocrata do governo estadual: " Vamos criar parcerias com a iniciativa privada, com as PPPs e construir presídios espalhados por toda Santa catarina".

Arte na Praça XV




Toque da minha querida amiga Marina Moros.

"Abre nesta quinta-feira, dia 06 de dezembro, às 19 horas, na Casa do Teatro Armação - Praça Quinze de Novembro, 344 - centro de Florianópolis, a exposição fotográfica Amontoados. Trata-se de uma coletiva de nove artistas plásticos catarinenses – Francis Pacheco, Muriel Garcez, Mônica Savi, Solange Perrut, Priscyla da Silva, Fran Goudel, Luciana Afonso, Sasha Pfister e Gabriel Lühmann - que trabalham com a fotografia como suporte para criação. A exposição ficará aberta à visitação até o dia 21 de dezembro, das 13h30min às 17h30min".

A foto é de Francis Pacheco.

In loco

"Depois de três dias em Caracas, estou esperando para ver a tal ditadura chavista se materializar em falta de liberdade de imprensa, de manifestação, de expressão, de trânsito... Não fui parado uma vez sequer filmando nas ruas da cidade, nem mesmo em zonas eleitorais. Tente filmar por quinze minutos, com uma câmera amadora, o prédio do Citibank em Nova York e você vai ver o que acontece..."

Luiz Carlos Azenha, que passou os últimos dias na Venezuela e publica boas informações em seu blog.

Viva a noite




Notívago que sou me encantei com essa tirinha do Liniers.