segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Chama a mãe que o pai tá doido




Depois de muita procura achei algo no YouTube sobre o histórico momento da TV catarinense: o dia em que um policial militar invadiu o estúdio da TV Cultura em Florianópolis na década de 80. Era domingo de madrugada e estava no ar um bate-papo sobre futebol com a presença de Hélio Costa, Roberto Alves, Miguel Livramento e, de vermelho segurando um maço de cigarros e as chaves do carro, o jornalista e atual comentarista esportivo da RBS Paulo Brito. Confirmei com o próprio que estava presente no Vecchio Giorgio no último sábado naquela noite memorável.

2 comentários:

Dora disse...

Po... Também.. Com 6 filhos *qualquer* salário fica pequeno. Camisinha que é bom nada né?

Ulysses Dutra disse...

Ah pois é.