sábado, 13 de setembro de 2008

Shownalismo


Um dos maiores nomes do jornalismo brasileiro, Ricardo Kotscho, entrou na blogosfera com o Balaio do Kotscho.

De lá trago este post sobre a saída de Nelson Motta da Folha:

Por isso que é bom sair de casa e andar por aí. Se não tivesse ido ao supermercado na terça-feira não ficaria sabendo, por exemplo, por que o colunista Nelson Motta deixou abruptamente a coluna carioca da “Folha” nas sextas-feiras.

Em sua lacônica coluna de despedida, quando aproveitou para dar mais um pau na TV pública, tema recorrente dos neo-cons da imprensa, Motta nada esclareceu, e o jornal também não se preocupou em dar uma satisfação aos leitores.

Foi o seguinte, como me contou um velho amigo testemunha dos fatos com quem cruzei no supermercado.

Na coluna anterior, “O rei e o leão”, o jornalista, compositor e produtor musical Nelson Motta criticou a crítica do jornal que criticou o show de Caetano Veloso e Roberto Carlos em São Paulo.

Até aí, não teria nada demais, até porque o jornal bem que gosta de uma polêmica. Acontece que a direção do jornal foi informada que Nelson Motta havia trabalhado na produção deste show.

Cobrado por seus superiores por ter omitido esta informação, ele se aborreceu e disse tchau, não admitindo que colocassem em dúvida a sua ética profissional.

O caso Motta-”Folha” pode nos recomendar uma reflexão sobre os caminhos e interesses cruzados entre jornalismo e entretenimento, cada vez mais comuns.

Em um dos seus livros, o jornalista e professor José Arbex já definiu esta prática como “shownalismo” .

Como bem comentou um leitor do Kotscho, o Nelson Motta é craque na MPB, já em política...

4 comentários:

Cé xrmr disse...

Grande dica, gracias !

Ulysses Dutra disse...

:)

Jaguarito disse...

salve, ulysses!

só pra avisar que o link que tu mandou (http://http//colunistas.ig.com.br/ricardokotscho/) tá errado. É esse aqui:

http://colunistas.ig.com.br/ricardokotscho/

abração

Ulysses Dutra disse...

Valeu o toque Jaguara! Já corrigi. abração