segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Lucy In The Sky With Diamonds


No sábado estive no Planeta Atlântida, trabalhando na equipe técnica da Aerocirco, que se apresentou no palco Voador ao lado de Zeca Baleiro, Mallu Magalhães e o Tributo a Tim Maia.

Márcio Costa abriu os trabalhos apresentando a chegada do Clube da Luta na área e às 20:30 h Aerocirco atacou o primeiro acorde distorcido esquentando o palco alternativo do evento.

Logo juntou uma muvuca em frente ao palco com muitos fãs cantando TODAS as músicas. Realmente foi bonito. A galera sentou a mão e ferveu o começo daquela noite que seria longa e terminaria com este blogueiro enfiando os dois pés, e as mãos, na lama.

Zeca Baleiro veio depois com uma banda afiada com metais em brasa e que executou muito bem o repertório eclético do maranhense. Povo animadíssimo lotou a frente do palco.

Em seguida Mallu Magalhães também veio cercada de ótimos músicos e atraiu uma multidão maior ainda. E ela é uma menina gente fina mas muito tatibitati. A concentração dela com a banda antes de entrar no palco parecia uma reunião de escoteiros almofadinhas. Um clima assim "olá amiguinhos". Nada podia ser menos rock.

Destaco ainda a presença do grupo Tholl, de Pelotas, que realizou a tarefa de costurar as apresentações e encantou. Com muito profissionalismo, técnica, figurinos impecáveis, graça e leveza levaram o sonho para o palco.

A primeira dessas fotos que fiz foi psicodélica. Cheguei perto do palco pela lateral e as luzes e sons se fundiram na minha cabeça, fiquei por um momento em um estado alterado de consciência e sentia aqueles pedaços de papel laminado como se fossem neve caindo em mim. Loucura meu!














E o destaque negativo vai para a falta de respeito, de noção e de planejamento de quem coloca um stand ao lado do palco com um sistema de som bombando pagode, axé e sertanejo universitário alto, mas muito alto mesmo, com as caixas cuspindo um som distorcido e fisicamente incômodo. A perda de sensibilidade das pessoas é uma coisa incrível. O lugar tava cheio de gente dançando aquele som podre. E digo isso tecnicamente falando não entrando no mérito do gosto musical.

O som alto prejudicou todos os artistas que tocaram no palco Voador. Aerocirco, Zeca Baleiro e Mallu Magalhães deixaram bem claro o desconforto com essa grande falha da produção.

4 comentários:

Letícia G.R.D. disse...

As fotos parecem saídas de um sonho mesmo... deve ter sido muito bom estar lá..
beijos!

Ana Paula disse...

Ai, Ulysses, eu acho a Mallu Magalhães engraçadinha até, mas super blé - não entendo porque é tão incensada. Fico achando que sou mal-humorada demais. Bom ouvir a opinião semelhante de alguém gabaritado. =)

Bacanésimas as fotos! Tenho te lido.


beijos

mauricio disse...

grande ulayça!
além de compor a equipe técnica, desatola um carro como ninguém!

coisa más linda mo quirido!

sarissima disse...

opa...então teve gente atoladinha???

conta aí né!hahahahaha