segunda-feira, 23 de junho de 2008

A sociedade somos nozes

Sábado fui conhecer um lugar que há muito eu deseja ver. O famoso "rancho do Baga". E a ocasião era mais do que especial, era aniversário do camarada Adriano Rotini mais conhecido pela alcunha de Baga no mundo do rock, um canceriano que não nega a raça.

Uma turminha animada se reuniu para degustar um peixe frito com cerveja e vinho ao som de muito rock, providenciado por um comparsa (infelizmente me esqueci o nome dele foi mal aí), que levou um HD player formidável. Reunia trocentos shows e discos e conectado na TV e no som, nos proporcionou a trilha deste peculiar convescote. Stevie Wonder, Ten Years After, Led Zeppelin.

Enquanto não recebo fotos que Caio Cezar fez com sua máquina profissa, mando aqui algumas imagens de celular.

Saca só a localização estratégica do rancho de pesca que o Baga herdou do pai.


A porta dos fundos dá para o estreito que une as baias Norte e Sul.









Baga admirando o visual do pôr-do-sol.

O intrépido Caio Cezar sempre em busca do clique perfeito.

Rolando Castelo Júnior, baterista da lendária Patrulha do Espaço que foi lá dar um abraço no baixista que no ano passado e no início deste, tocou pelo Brasil com a banda.




E não encerrou por aqui este sábado. Na sequência alguns de nós subiram o morro do Pantanal e foram festejar o mês de junho com os amigos na casa de Paulo Brum lá nas alturas.

Uma tainhada na brasa com fartura. Apenas peixe, limão e farinha. E as tainhas eram ovadas. Renderam algumas ovas na brasa. Sensacional.

A espetacular casa do Paulete foi adquirida com a grana que ele embolsou por uma rescisão de contrato. Ele era o professor que foi despedido por exibir o Laranja Mecânica para os alunos de segundo grau de um colégio particular em Lages, que eu havia citado antes sem no entanto revelar o nome do personagem deste fato lamentável na educação da sociedaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaade catarinensssssssssssssssssssss.

A Via Expressa Sul com a entrada do túnel em direção ao Centro.

2 comentários:

Guesser disse...

ói,ói,ói, tu vê, o cara vem lá da terra dos suínos - Concórdia - e cai num dos locais mais belos dos manés, que sorte em baga... tu mereces, é mais mané que nós mesmos, pois, pois...abraços

André Guesser

Ulysses Dutra disse...

Pois é né ô. O cara se deu bem, não não é nem nada.