sexta-feira, 14 de setembro de 2007

R.I.P



Uma semana de grandes perdas para a música. Na terça, 11 de setembro, foi Joe Zawinul, pianista austríaco que tocou com Miles Davis entre outros e vinha correndo o mundo atualmente com seu Zawinul Syndycate aos 75 anos. Zawynul foi um dos fundadores do famoso grupo de fusion Weather Report, que teve o baixista Jaco Pastorius em uma das formações.



Ontem, quarta dia 12, foi a vez de Bobby Byrd, cantor e braço direito de James Brown. Era o famoso Bobby que acolhia James com o manto na sua encenação. Também era o cantor que respondia James com os gritos de get it on up! em Sex Machine.
Já escrevi algo sobre a história dele e James Brown aqui.

Conheci Zawinul em 1996 quando ele tocou num festival de jazz em Florianópolis. Durante uma semana rolaram shows incríveis e eu e vários amigos de banda, músicos, curtidores e freaks conseguimos entrar na faixa em todas as noites. E como os jazzistas são low-profile , e Florianópolis era beeem mais tranquila, a segurança era inexistente. Após os shows o acesso ao camarim era facinho, facinho e íamos lá tietar e bater papo com o Naná Vasconcelos, Hermeto, Egberto Gismonti, e Joe Zawinul e sua banda com músicos americanos, europeus e africanos.

O bonachão músico austríaco estava em um canto sozinho com uma garrafa fechada de Passport nas mãos. Puxamos papo sobre Weather Report e quando perguntamos como era tocar com o genial e crazy people baixista Jaco Pastorius, ele parou, olhou sério para o alto exclamando: " Jaco was really something else!" e foi embora despedindo-se. A garrafa de Passport ficou conosco.

Salve Zawinul e Bobby Byrd que nos deram grooves, melodias e sentimentos expressados através do som que ficam. Alimento para a alma.

Um comentário:

Gustavo disse...

boa lembrança essa!

noite memorável!

salve,salve Zawinul!!