quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Papelão



E a deputada federal pelo Rio Grande do Sul Manuela D'ávila, a Manu, do PC do B lambendo a bolsa escrotal do monopólio, vocês viram? Transcrevo trecho do post do Diário Gauche, onde fiquei sabendo.

Deputada pede licença para existir politicamente


Abaixo transcrevemos o discurso inteiro da deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) proferido por ocasião da Sessão de Homenagem aos 50 anos do grupo midiático-partidário RBS, realizado na Câmara Federal, no último dia 18 de setembro, às 11h48.


Manu finaliza o discurso laudatório com uma tradicional saudação chinesa – Longa vida à RBS! – muito usual nos tempos maoístas da sua legenda partidária, reconvertido depois a uma duradoura inspiração albanesa – aquela sociedade “modelar” do stalinismo retardatário de Henver Hodja. Hoje, o PCdoB está mais modesto, modela-se pelos figurinos das velhas raposas eleitorais do antigo PSD, que não podiam viver longe dos macios e silenciosos tapetes e passadeiras palacianos.


Assim, a jovem deputada “comunista” fez o seu debut oratório no parlamento brasileiro, pedindo ao patronato midiático da província licença para existir política e eleitoralmente. A parlamentar quer concorrer à prefeitura municipal de Porto Alegre na próxima feira eleitoral. No discurso abaixo ela mostra na íntegra a sua de-formação político-ideológica, e como o hilário protagonista do Samba do Crioulo Doido do imortal Stanislaw Ponte Preta, atravessa um Maquiavel-a-la-minuta na fala e depois espeta um Pierre-Bourdieu-requentado na conversa tão fluída quanto confusa.


Noves fora os esbarrões e orelhadas pseudo-culturais, Manu cumpre o seu desiderato: puxa solene e desavergonhadamente o saco escrotal dos dirigentes do grupo midiático-político-eleitoral RBS. Entregou a rapadura, como se diz no centenário Bar Naval, aquela reserva etílico-moral de sábios e doutos do Mercado Público de Porto Alegre. E quem entrega a rapadura antes das eleições – digo eu mesmo, por conta e risco – entregará o canavial inteiro depois...



Leia o discurso da deputada aqui.

4 comentários:

mauricio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mauricio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mauricio disse...

To curtindo os posts sobre o monopólio.
Esquerda Festiva - catarinense de verdade!

Cesar disse...

Detona a direita, maninho. Acho super bom teu blog, mas, tá mirando demais nos comunistas... Vê aí um pronunciamento de um outro Deputado nesta homenagem na Câmara e, não esqueça, aqui na Assembléia de SC, uma deputada do PT que propôs a homenagem, e aí!? Como é mesmo que fica!? Sem comentários...