quarta-feira, 21 de março de 2007

O Príncipe



No fim dos anos 60 Ronnie Von gravou alguns discos psicodélicos que na época foram um fracasso comercial mas 30 anos depois despertaram o interesse daqueles que gostam de beber nas inesgotáveis águas da Música Brasileira. E eles estão espalhados pelo Brasil. Como mostra a jornalista e "ativista" cultural Flávia Durante que acaba de lançar um tributo à fase psicodélica de artista: 2 discos que estão disponíveis para download no site www.ronnievon.com. A homenagem reúne artistas do Pará ao Rio Grande do Sul.

Nos anos 60, o cantor tinha um programa de TV que rivalizava com o Jovem Guarda do "Rei" Roberto e ganhou da Hebe a alcunha de "Príncipe", o que obviamente nunca o agradou.
O hoje pacato "mãe de gravata" foi quem batizou um trio de adolescentes que tocavam no seu programa. Os moleques viraram Os Mutantes, aqueles mesmo, e chegaram a gravar algumas sessões dessa fase psicodélica do cantor.

No site Senhor F o músico Marcelo Birck da Graforréia Xilarmônica faz uma interessante análise faixa por faixa do quarto disco de Ronnie Von, de 1968, que pode ser baixado aqui.

3 comentários:

Alexandre Gonçalves disse...

"Silvia 20 horas domingo" é clássico. O disco inteiro é sensacional. Baixei uma penca de discos dele daquela época. Achei até uma versão em português para "Started a joke", sucesso do BeeGees, que virou "Comecei a brincadeira" :))))

Confere o link pro site do triburo. Deve tá faltando aspas...cai numa página de erro do Blogspot.

Abs.

Ulysses Dutra disse...

Opa. Valeu o toque Alex. Vou conferir. Um abraço

Flávia Durante disse...

opaaa, valeu pela divulga! ;o)