segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

"São muitas manobras..."

No último dia 14 de janeiro, uma segunda, eu e meus comparsas de Coletivo Operante, Luiz Maia e Guilherme Ledoux acompanhamos a lenda Valdir Agostinho num show na Mostra Multicultural de Florianópolis, no Sol da Terra , na Lagoa da Conceição.

Após uma noite de apenas 2 horas de sono, fui passar o som e por conta de outros compromissos e do trânsito infernal fiquei com a roupa do corpo e sem banho até a hora do show. Vendo meu abatimento e estado deplorável Valdir fez uma das suas preparações espirituais e realmente me fez sentir-me bem melhor.

E no espetáculo Valdir deu um show de carisma. O pequeno teatro do Espaço Cultural Sol da Terra estava lotado e com uma vibração incrível. É sempre um prazer tocar lá. A acústica é excelente e o pessoal da casa recebe muito bem. Em especial o amigo Airton Perrone, que num papo antes do show estava contando sobre uma história absurda que envolvia o delegado Elói - aquele que prendeu Gilberto Gil com uma bagana em 1976 - a juventude de Floripa nos anos 70, os surfistas e uma certa noite de guerra na Beira-mar Norte. Vou apurar sobre este caso e conto aqui no futuro.

Vários vídeos desta apresentação foram colocados no YouTube pelo Djgajeta.Dá uma olhada.


"Joaquina"


"Vida de Pescador"


"História do Lixo"

3 comentários:

Carol disse...

Ahhh, eu adorei o show :)

Nira Pomar disse...

Adoro esse cara...

Ulysses Dutra disse...

Valeu Carol! Foi uma noite especial mesmo.

E Nira, o Valdir é o cara né.

beijo meninas