segunda-feira, 12 de março de 2007

A serviço do Senhor

Acabei de ler no Coluna Extra, do meu amigo Alexandre Gonçalves, que a compra das rádios e TV Guaíba pela Igreja Universal do Reino de Deus, dona da Record, incluiu também o jornal Correio do Povo. Pra quem não sabe, a rádio Guaíba foi quem abrigou Brizola e a Rede da Legalidade num dos momentos mais graves da República: a renúncia de Jânio e a guerra para fazer valer a lei e a posse do vice-presidente, João Goulart.

Tou curioso pra ver o desdobre desse avanço do Edir Macedo no quintal dos Sirotski. Será que ele não se anima a comprar o "mais antigo"* também? Um pouco de concorrência aqui nessas plagas ia bem né.

*Jornal O Estado, de Florianópolis.

2 comentários:

Alexandre Gonçalves disse...

Boa sugestão. De repente, eles implementam o modelo do Correio n´O Estado - o que alguém já devia ter feito desde que o jornal começou a agonizar.

nessa disse...

podiam comprar era a RBS! e devolver o rede Guaíba... que é a única (fora RBS) a produzir seus próprios programas, pena que meio precários, e enfrentar a gigante aqui no RS.