sábado, 15 de março de 2008

Quem semeia vento...



Briga intestina no clã dos Magalhães. Filhos de Toninho Malvadeza estão se digladiando pela herança. Tereza Helena Matta Pires, filha mais velha do ex-senador , e o marido, César Matta Pires, sócio majoritário da construtora OAS, moveram uma ação para avaliação judicial de obras de arte que estão no apartamento de Arlete Magalhães, a viúva.

Na última terça, oficiais de justiça chegaram ao apartamento e na ausência da proprietária chamaram um chaveiro. Os agentes abriram cofres e revistaram todos os armários da casa.

O espólio do ex-senador inclui peças sacras do período barroco, quadros de Cândido Portinari e Di Cavalcanti entre outras obras de arte valiosas.

O falecido político baiano provavelmente julgava-se imortal pois não deixou testamento. Podia ter poupado sua esposa dessa humilhação. Imagina cada sapo que essa senhora deve ter engolido.

Foto de Lula Marques/FolhaOnline

3 comentários:

SOLDADONOFRONT disse...

QUE COISA HEIM...

Tem de ver também se algumas das peças que compoem o espólio não foram indevidamente retiradas de algum museu, igreja, etc.

Ulysses Dutra disse...

É. Devem haver histórias bem interessantes atrás de cada peça.

Um abraço

heliopaz disse...

Ulysses,

Essa construtora OAS tem alguma relação com a OAS portuguesa da ARENA DO GRÊMIO?

[]'s,
Hélio