terça-feira, 6 de novembro de 2007

Senhores e vassalos

E através do blog/coluna do César Valente fiquei conhecendo o blog Corrupcionário criado pelo arquiteto Alfred Biermann. O cara manda ver. Saca só um pouquinho de um post intitulado Prepotência:

"[Do lat. praepotentia.]
S. f.
1. Grande poder ou influência.
2. Opressão, despotismo

Se você

Já esteve preso em um engarrafamento monumental e viu inúmeros motoqueiros “voando baixo” entre as filas de automóveis parados ....

Já passou pela desagradável sensação de ser assaltado por um pivete que apontou um “trezoitão” para o seu peito ....

Já ficou molhado dos pés à cabeça quando um motorista resolveu não desviar de uma poça de água próxima ao passeio sobre o qual você aguardava para atravessar a rua ....

Já foi vítima de descontos inexplicáveis que o banco simplesmente debitou em sua conta ...

Já recebeu cartões de crédito que não solicitou e precisou ir diversas vezes ao PROCON para não ser obrigado a pagar as tarifas impostas pelos mesmos ....

Já foi proibido pela prefeitura de aumentar a área construída de sua casa, depois assistiu o seu vizinho subornar um fiscal da prefeitura e fazer a mesma obra sem qualquer documentação ....

Bem, se você já passou por algumas destas situações sabe exatamente o significado da palavra prepotência. Sem dúvida ficou indignado.

Por outro lado, alguma vez você já ficou indignado com o que estão fazendo com a sua cidade? Não?

Isto significa que “trezoitão” no peito é assunto pessoal? E aquela Associação de Magistrados que construiu um muro sobre a praia em Canasvieiras impedindo sua caminhada na areia quando a maré está muito alta ? Isto não é pessoal?

É problema dos outros? Tsk,tsk,tsk. Ferrou-se meu amigo, o muro dos senhores juízes é apenas outro tipo de “trezoitão”.

É pessoal sim, ou vai me dizer que nunca alguém lhe perguntou com ar pedante: ”Você sabe com que está falando?”

Pois a Operação Moeda Verde foi um desagravo promovido pela Polícia Federal em homenagem a todos os habitantes de Florianópolis que já enfrentaram aquele olhar do tipo: “Você sabe para quem está olhando?”

A diferença entre você e os caras que lhe colocam, e a sua cidade, em situações indignas está na capacidade de organização.

Sei,sei,sei, reuniões comunitárias são um “saco”. Concordo. E se você não comparecer quem vai defender seus interesses? O vizinho que subornou o fiscal? O cara que não desviou da poça? O motoqueiro que lhe mostrou o dedo médio esticado quando você ousou reclamar?

E a sua cidade, quem vai falar por ela enquanto você, seus amigos e vizinhos ficam frente à televisão assistindo programas chatos e coçando o saco ?

Aquela turma, você sabe, os caras do “Você sabe ...?” eles são bem diferente, organizados, comparecem a debates, criam associações, eles são os caras que você assiste enquanto coça..."